Spiral Taping – Conheça mais dessa técnica que auxilia no combate aos Processos Inflamatórios e a dor

Spiral Taping parece nome de banda de rock, mas está bem longe de ser um monte de cabeludos tocando guitarras em cima de um palco. Na verdade, muitas pessoas já viram o Spiral Taping sem saber que ele tem esse nome.

Em jogos de vôlei de praia ou até mesmo em partidas de futebol, é cada vez mais comum ver atletas com esparadrapos coladas no corpo, formando quadradinhos, principalmente nos ombros e joelhos. Essas fitas, na verdade, são tiras para dores musculares.

IMG_0629

 

O Spiral Taping é uma técnica japonesa para alívio de dores e inflamações causadas por reumatismo, artrite, distensões e contraturas musculares e lesões por esforço repetitivo. Foi criada pelo técnico em ortopedia e osteopata Nabutaka Tanaka há 20 anos. Essas tiras têm o mesmo princípio das agulhas da acupuntura: estimular pontos energéticos da pele buscando o equilíbrio do organismo.

Alguns profissionais a chamam de “técnica do esparadrapo” ou “acupuntura com fitas”. Entre os principais benefícios do método estão o fato de ser indolor (algumas pessoas evitam a acupuntura por terem medo de agulhas) e não se utilizar de medicamentos.

Tiras para dores musculares: como agem

A colagem das tiras nas regiões inflamadas gera estímulos na pele que são levados por vias sensitivas ao cérebro. Esses estímulos retornam pelas vias motoras e pelo sistema nervoso autônomo. É um processo invisível a olho nu e sem efeitos imediatos no corpo (dores, pontadas ou fisgadas).

Ainda assim, sua eficácia ficou comprovada na melhora da circulação e regularização do metabolismo. O Spiral Taping tem o mesmo efeito de um anti-inflamatório ou analgésico, aliviando as dores. E qualquer pessoa pode utilizar o método.

As vantagens de utilizar a técnica Spiral Taping em relação às outras terapias são:

  • Ela é uma terapia indolor, por ser realizada com fitas;
  • Não utiliza medicamentos venosos e orais;
  • Duração do tratamento mais rápido e eficiente, o cliente permanece com a fita no máximo por 3 dias;
  • Consiste em uma terapia mais rápida: com 15 a 30 minutos a sessão.

Como fazer Spiral Taping

É fundamental que as aplicações das tiras sejam feitas em locais especializados e por profissionais habilitados e experientes na utilização da técnica. As tiras musculares para dores só irão funcionar se o ponto a ser estimulado tenha associação com os sintomas do paciente.

As fitas não são colocas com força, mas de forma suave, sem comprimir a pele. A maneira como são coladas também variam. Esse formato é importante pois depende dele o estímulo enviado ao cérebro.

As fitas devem permanecer no corpo por três dias. Depois desse tempo, é necessário retornar ao local onde foi feita a aplicação para uma nova avaliação. A aplicação é feita duas vezes por semana, podendo variar de acordo com o tratamento.

IMG_0572

Dr. Angelo Roncalli

Fisioterapeuta: CREFTO-3/ 225824-F

Terapeuta: CRTO – 2085

Pós-Graduado em Acupuntura (Auricular e sistêmica, Estética pré e pós-operatório);
Reabilitador físico, Quiroprata, Iridólogo;
Realiza Palestras in company, inclusive SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *